domingo, 15 de julho de 2018

PRIMEIRA EDIÇÃO DE DOMINGO, 15-7-2018

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
DOMINGO, 15 DE JULHO DE 2018

A prisão especial de Lula, gentilmente decidida pelo juiz federal Sérgio Morto, completa 100 dias neste domingo e já custou R$1 milhão aos cofres públicos. Condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em vez de cumprir a pena em penitenciária comum do Paraná, onde foi condenado, ou de São Paulo, onde morava, Lula tem na carceragem da PF “sala” e banheiro individual e banho quente, além de TV, ao custo diário de R$10 mil.

Comparada a presídios comuns, a prisão é precária. E atrai adoradores e malucos variados, que põem em risco a segurança do próprio Lula.

Se fosse enviado para presídio de São Paulo, Lula ficaria mais perto da família, custaria R$ 1,4 mil/ mês e o bolso do contribuinte agradeceria.

Em média, cada preso no Brasil gera um custo mensal de R$ 2,5 mil. Um dia da prisão especial de Lula equivale a 4 meses do gasto normal.

No Amazonas, onde o custo está entre os mais altos, o gasto por preso é pouco mais de R$ 4 mil por mês, ou cerca de 10h de prisão de Lula.

Dois deputados do Paraná engavetaram o pudor: João Arruda (MDB), relator da Lei das Licitações, fez alterações que beneficiam empresas de seguros do sogro milionário. Já Luiz Nishimori (PR), do ramo de defensivos agrícolas, é o relator de projeto que beneficia seu setor.

Tudo que Lula queria era ser Henrique Alves. Ao contrário do petista, ele teve o habeas corpus decretado e está livre, além de não ter sido condenado em segunda instância. Portanto, pode até ser candidato.

Dados oficiais do governo federal estimam o total das despesas para 2018 acima dos R$ 3,4 trilhões, mas o rombo preocupa. Passamos da metade do ano e os pagamentos estão em apenas 40% do previsto.

NO O ANTAGONISTA
Carvalhosa propõe abaixo-assinado
Domingo, 15.07.18 08:21
O jurista Modesto Carvalhosa convocou mais uma vez os brasileiros a aderirem ao abaixo-assinado para impedir Dias Toffoli de assumir a presidência do STF.
Até 8h deste domingo, cerca de 165 mil pessoas haviam assinado o documento.
Bom dia, caríssimos. Já temos 165.000 assinaturas na campanha #TOFFOLI #TOFFORA. Se você puder ajudar a chegar a 200.000 o link é esse: https://chn.ge/2N9yc9g 
O investigado de Dias Toffoli
15.07.18 07:52
Quando assumir o comando do STF, Dias Toffoli pretende contratar Franklin Martins.
O Globo, neste domingo, confirmou a nota publicada na semana passada.
Além de ter sido ministro de Lula, Franklin Martins é também alvo de inquérito sobre a propina da Odebrecht à campanha de Hugo Chávez.
Ele tem sorte, porém: Edson Fachin tirou o inquérito de Sergio Moro e remeteu-o a Brasília, onde ninguém encontra prova de nada.

Na fila do CNJ
15.07.18 07:33
Nos últimos seis anos, o CNJ recebeu 11 mil reclamações disciplinares e conduziu 229 sindicâncias, registra a Coluna do Estadão.
Desse número, 123 viraram PADs, “dos quais 66 resultaram em punições a 74 magistrados e cinco servidores”.
Depois do episódio em que tentou soltar Lula, afrontando o STJ e o STF, o desembargador plantonista Rogério Favreto também entrou na fila do CNJ.

Os engavetadores de Brasília
15.07.18 07:09
Os petistas infiltrados no Ministério Público Federal conseguiram absolver Lula no caso de Nestor Cerveró.
Agora, o editorial da Folha de S. Paulo aproveita para atacar “os inquéritos amparados basicamente em delações”.
O principal imputado pelo fracasso do processo de Lula não é o instituto da delação premiada, e sim o aparelhamento do MPF e a vassalagem dos tribunais de Brasília.
Para encontrar provas, é preciso procurá-las.

Os 100 dias de cadeia de Lula
15.07.18 06:06
Lula está comemorando 100 dias de cadeia.
Nesse período, segundo o Estadão, “o número de manifestantes que mantém a vigília ‘Lula Livre’ no entorno do prédio da PF em Curitiba passou de quase 2 mil por dia para 200 pessoas por semana”.
Daqui a 100 dias, vão sobrar 20 pessoas.

Cristiane Brasil chama Fachin de vagabundo
Sábado, 14.07.18 16:16
Cristiane Brasil, alvo da Operação Registro Espúrio, em troca de mensagens com o então ministro do Trabalho, Helton Yomura, chamou Edson Fachin de vagabundo, publica a Folha.
“Olha esse vagabundo mostrando pra que veio”, escreveu.
O comentário se referia à possibilidade de Fachin ressuscitar o imposto sindical.
O celular de Cristiane foi apreendido no dia 12 de junho por ordem de Fachin e as mensagens serviram para a PF começar uma nova etapa da operação, no dia 5 de julho.

Diretor de presídio só soube de soltura de cúmplice de Beira-Mar uma semana depois
14.07.18 15:20
O diretor do presídio de Formosa, Goiás, soube que Leomar Oliveira Barbosa, conhecido como Playboy, havia sido solto uma semana depois do ocorrido.
É o que diz Douglas Chegury, promotor de Justiça responsável pelo caso que investiga a soltura irregular do ex-braço direito de Fernandinho Beira-Mar.
“A própria diretoria penitenciária só tomou conhecimento da soltura do Leomar uma semana depois. Ele foi colocado em liberdade no dia 4 de julho, mas só no dia 11 é que se identificou que essa soltura foi feita de forma indevida”, disse Chegury ao G1.


MENSAGEM CRISTÃ ESPÍRITA PARA DOMINGO, 15-7-2018

-No Campo da Vida-
Se o Evangelho nos ensina que a árvore é conhecida por seus frutos, transformemos cada dia em planta preciosa de nossa oportunidade. Para isso, meus irmãos, cada noite, indaguemos sobre o resultado de nossas horas.
Que frutos recolhemos de nossas conversações?
Que benefícios semeamos no espírito dos nossos semelhantes?
Que atitudes assumimos para com os nossos amigos?
Quantas vezes esquecemos o mal desculpando-lhes os portadores sinceramente?
Que serviços foram efetuados por nossas mãos?
Teremos sido uma presença proveitosa para quem nos segue?
Conseguimos extinguir, em torno de nossa lavoura espiritual, os vermes da maledicência e os gafanhotos da crueldade?
Como teremos vivido nossos minutos? Como alguém que chora, perdendo o tempo, ou qual o servidor vigilante que conhece o valor dos segundos, na obra que lhe cabe fazer?
Quantas vezes teremos doado algo de bom aos outros, para poder pedir aos outros algo que nos auxilie?
Que espécie de exemplos estamos oferecendo?
Que resultados produzem a nossa conduta e o nosso esforço no ambiente doméstico e na área social?
Teremos fugido, durante o dia, ao gelo da preguiça e à ventania da cólera?
Estaremos valorizando o lugar que ocupamos, em nome do Senhor?
Não nos esqueçamos de semelhantes indagações e saibamos viver o bem, de maneira constante, porque cada dia é princípio de “Tempo Novo” para nossa alma e a Sabedoria Divina nos julgará, acima de tudo, não por nossas palavras vazias ou por nossos votos brilhantes, e, sim, pela produção de atos, com que nos expressamos no grande e abençoado caminho para a vida mais alta, porque, se o verbo é o elemento que nos define, as demonstrações e os fatos constituem a força que fala por nós, agora e incessantemente.

Do livro <Reconforto>, obra mediúnica psicografada pelo médium Francisco Cândido Xavier.

Da página http://www.oconsolador.com.br em 16-7-2017.

sábado, 14 de julho de 2018

SEGUNDA EDIÇÃO DE SÁBADO, 14-7-2018

NO O ANTAGONISTA
Lula, o garoto-propaganda da JBS
Sábado, 14.07.18 10:02
Em depoimento à Polícia Federal, Victor Sandri, considerado o operador de Guido Mantega, diz que Lula, em reunião com Joesley Batista, prometeu ser o “garoto-propaganda” da JBS, publica O Globo.
Sandri disse também que Lula pediu agilidade na liberação de recursos do BNDES para a empresa e que os pedidos eram levados para Mantega quando ele presidiu o BNDES (2004-2006) e quando era ministro da Fazenda.
“Fora explanado o projeto de expansão e internacionalização da empresa, e o presidente Lula se mostrou muito entusiasmado e afirmou categoricamente que seria o garoto-propaganda da empresa e orientou expressamente Guido Mantega para agilizar e acompanhar o projeto”, afirmou Sandri.

CNJ já afastou magistrados de plantão que favoreceram amigos
14.07.18 10:22
O CNJ, órgão que vai analisar se o desembargador plantonista Rogério Favreto cometeu infração disciplinar ao tentar livrar Lula da cadeira, já afastou magistrados que aproveitaram o plantão judicial para favorecer parentes, amigos, advogados e traficantes.
Favreto é acusado de ter descumprido a Resolução 71/2009 do CNJ, que estabelece que o plantão não se destina à reiteração de pedido já apreciado.
A Folha lembra que o primeiro juiz afastado depois dessa resolução foi um magistrado de Alagoas “que fazia parte de um grupo especializado em fraudar títulos públicos federais”.
No Rio de Janeiro, houve um caso em que um desembargador plantonista concedia liminares contra decisões que ainda não haviam sido tomadas.

Parlamentares alvos da Odebrecht pedem arquivamento de seus casos ao STF
14.07.18 09:41
A série de arquivamentos de inquéritos no STF no mês passado fez com que José Serra, Dalírio Beber, Cássio Cunha Lima, o deputado Rodrigo Garcia e o ministro Aloysio Nunes Ferreira — parlamentares citados na delação da Odebrecht — solicitassem à Corte “o mesmo tratamento para as investigações das quais são alvo”, registra o Estadão.
Os parlamentares pedem a Gilmar Mendes e Rosa Weber, relatores dos casos no Supremo, o fim das investigações por “falta de provas, fragilidade nas delações e excesso de prazo”.
Esses foram os argumentos de Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes e Dias Toffoli para arquivar seis inquéritos abertos com base na colaboração da Odebrecht.

Delação de Delcídio permanece íntegra, dizem especialistas
14.07.18 09:17
Especialistas ouvidos pelo G1 dizem que a absolvição de Lula no processo em que era acusado de crime de obstrução de Justiça não invalida a delação premiada de Delcidio do Amaral.
“Se o delator fornece informações que são verdadeiras, que o órgão da persecução penal não consegue comprovar, isso não invalida o acordo de colaboração premiada. Mesmo porque fez com que diversos outros fatos fossem desvendados”, diz o professor de Direito Penal e  de Direito Processual Penal do Centro Preparatório Jurídico Leonardo Pantaleão.
Segundo o advogado Yuri Sahione, especialista em Direito Penal e sócio do escritório Sahione Advogados, o juiz ressalvou que a delação de Delcídio permanece íntegra.
“Acho que o que esse caso mostra, numa perspectiva mais global, é que as delações estão sendo submetidas sem um critério efetivo de prova. Um excesso de credibilidade na palavra do delator. Mas, se ele foi coerente, não foi mentiroso, não inventou nada, isso não é suficiente para invalidar o acordo. O delator não está lá para conseguir uma condenação.”

PF diz que Aécio maquiou dados do Banco Rural enviados à CPI dos Correios
14.07.18 08:59
A PF, segundo relatório obtido por O Globo, disse ter comprovado o envolvimento de Aécio Neves para maquiar dados do Banco Rural enviados à CPI dos Correios.
“Entendo haver restado ao final desta investigação definitivamente comprovado que, em meados de 2005, durante os trabalhos realizados pela CPMI dos Correios, com vontades livres e conscientes, mesmo sabendo da natureza criminosa de suas condutas, Aécio Neves da Cunha e Clésio Soares de Andrade, através de pessoa não plenamente identificada, mas que agia no interesse destes, ofereceram ou prometeram, ainda que tacitamente, indevida e futura vantagem política para que Delcídio, na condição de presidente da CPMI, praticasse ato de ofício contrário a seu dever legal”, escreveu o delegado Heliel Jefferson Martins Costa.
No relatório, Heliel explica que o envolvimento de Aécio teria sido provado a partir de provas indiciárias.

NO BR18
Sábado, 14.07.2018 | 10h35
O vale tudo das alianças
Esqueçam critérios ideológicos ou acordos políticos em torno de propostas de governo. As alianças que estão sendo negociadas entre partidos e candidatos envolve o bom e velho toma lá dá cá.
Quem oferecer maiores e melhores espaços num futuro governo e tiver maior competitividade eleitoral é quem vai levar vantagem nessas negociações. /M.M.

14.07.2018 | 10h35
Tasso: ‘Não vamos deixar acontecer W.O. aqui’
Nesta semana, o grupo político do senador Tasso Jereissati (PSDB) anunciou o lançamento da candidatura do empresário Eduardo Girão (Pros) para concorrer a uma vaga para o Senado no Ceará. O movimento embaralha ainda mais a situação do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), que corre o risco de não ter vaga na chapa liderada pelo governador Camilo Santana (PT) por influência de Ciro Gomes.
Tasso defendeu o lançamento de Girão, que foi presidente do Fortaleza, dizendo que o grupo não deixaria de lançar candidato, apesar da aparente força dos adversários, que têm 24 partidos na sua coligação. “Não vamos deixar acontecer W.O. aqui”, afirmou. /M.M.

14.07.2018 | 08h52
Ciro não quer Eunício na chapa
Se depender de Ciro Gomes, a chapa que apoia a reeleição do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), terá dois candidatos de seu partido, o PDT, e nenhuma vaga para o presidente do Senado, Eunício Oliveira.
Um dos candidatos será seu irmão, o ex-governador Cid Gomes. Ciro defende, agora, que o PDT lance também o deputado federal e ex-ministro André Figueiredo para outra vaga.
Eunício conta com sua inclusão na chapa, já que apoia Camilo no Estado. Mas Ciro tem desavenças antigas com Eunício e acha que a presença de um político do MDB na aliança pode comprometer seu discurso de oposição ao governo de Michel Temer. /M.M.

14.07.2018 | 07h42
A farra fiscal e a aula de Brasil
A farra fiscal aprovada pelo Congresso nos últimos dias não recebeu condenação pública do presidente Michel Temer, escreve a jornalista Adriana Fernandes na sua coluna de hoje no Estadão. “É assustador o silêncio do Palácio do Planalto diante do avanço do bloco suprapartidário da gastança no Congresso Nacional”, afirma.
Adriana acrescenta que as negociações para a retirada da proibição aos reajustes “foram uma aula de Brasil”, “com servidores ameaçando os parlamentares com campanha contrária nas eleições de outubro e com apoio do Supremo Tribunal Federal (STF), que se diz ciente da grave crise econômica, mas quer ter liberdade para reajustar os seus salários”.

NO CEARÁ NEWS 7
CNI afirma que Trasnordestina é “inviável” e aponta desperdício de verba pública
Segundo estudo realizado pela companhia, a obra, que teve gerência de Ciro Gomes, já custou mais de R$ 6,2 bilhões e, após 12 anos, não tem prazo para ser concluída
Sexta-feira, 13/07/2018 17:55 
A obra da Transnordestina, que teve à frente o presidenciável Ciro Gomes (PDT), é um dos destaques negativo do estudo elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre obras paralisadas e seus desperdícios. A obra, iniciada em 2006, já custou mais de R$ 6,2 bilhões e, até agora, não há prazo para ser concluída.
Para a CNI, o atual projeto de financiamento e gestão da ferrovia é “inviável”. A obra é tocada por uma subsidiária da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), no entanto recebeu bilhões em financiamento público. Ciro, que já foi presidente da subsidiária responsável pela ferrovia, usou seu acesso à ex-presidente Dilma Rousseff (PT) para articular os repasses.
A CNI, dentro do estudo, recomendou mudanças no projeto para um menos ambicioso tecnologicamente e mais econômico.
Com informações da coluna Expresso (Época)

PRIMEIRA EDIÇÃO DE SÁBADO, 14-7-2018

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
SÁBADO, 14 DE JULHO DE 2018

Militante do PT por 20 anos, Rogério Favreto nunca foi conhecido exatamente pelo notório saber jurídico, mas tinha amigos. Advogado sabido, obteve do então ministro Tarso Genro (Justiça), seu chefe, a coordenação da Reforma do Judiciário. Era a chance de “pavimentar” o caminho para virar desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O objetivo final, conhecido de amigos, era o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mas havia um impeachment no meio do caminho.

Na discussão da Reforma, Favreto prometeu mundos e fundos a OAB e Ajufe, entidade de juízes federais, para conquistar-lhes o apoio.

Nunca foi juiz, só atuou para o PT. Amigo da cúpula da OAB, Favreto conseguiu ser incluído na lista e nomeado por Dilma para o TRF-4.

Cláudio Lamachia foi à posse de Favreto em 2011 pela OAB, que hoje preside. Isso talvez explique a posição frouxa da OAB, domingo (8).

Já no TRF-4, Favreto se alvoroçou para vaga no STJ. Não deu. Mas era novo no Tribunal e logo a então presidente petista seria cassada.

Os 513 deputados federais já receberam reembolso de R$5,56 milhões de gastos com alimentação desde a posse em 2015. Em vez de encher a barriga dos parlamentares, literalmente, o valor seria suficiente para pagar mais de 4 mil sessões de quimioterapia e mais de 14 mil sessões de radioterapia de pacientes de câncer, além de 400 cirurgias para remover tumores no SUS, segundo dados do Ministério da Saúde.

Em média, cada deputado recebeu de volta R$10.845. Esse valor seria suficiente para bancar 8 sessões de quimioterapia e 27 de radioterapia.

Enquanto o trabalhador se vira com R$954, deputados ganham R$33,7 mil mensais, mas pedem reembolso de R$ 1 gasto com pão de queijo.

Dos 86.984 pedidos de reembolsos, o maior foi da liderança do PT: R$6.205,00. Dos dez maiores pedidos, nove são do PT e um do PSDB.

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (PE), alerta que a candidatura de Bolsonaro cresce com a insegurança jurídica, no STF ou em decisões como do desembargador petista Rogério Favreto. “Pessoas indignadas acham que só Bolsonaro daria jeito nisso”, diz.

O governo Temer anda tão fraco que nem demitiu os ministros da Cultura e Esporte que se rebelaram contra o remanejamento de verbas para Defesa. Em governo não deve haver perdão para insubordinados.

…Cristiano Ronaldo virou nome de sorvete em Turim, após ida para a Juventus, mas Neymar deu o troco: virou piada no mundo todo.

NO O ANTAGONISTA
Marun solicitava facilidades para sindicatos em troca de apoio político, diz PF
Sábado, 14.07.18 07:47
A Folha obteve um documento da PF que mostra que funcionários do Ministério do Trabalho fraudavam pareceres para atender pedidos do ministro Carlos Marun.
Segundo a investigação, Marun pedia por meio de sua chefe de gabinete, Vivianne Lorenna de Melo, “facilidades para sindicatos de Mato Grosso do Sul, possivelmente em troca de apoio político no Estado, seu reduto eleitoral”.
Mensagens trocadas pela assessora com servidores do Ministério foram flagradas dias antes da Operação Registro Espúrio.

Ação do MBL contra candidatura de Lula cai nas mãos de Admar Gonzaga
14.07.18 07:10
Em ação pela inelegibilidade de Lula, o MBL pede ao TSE a proibição do registro do presidiário e a citação de seu nome em pesquisas eleitorais.
Segundo a Folha, o pedido caiu nas mãos do ministro Admar Gonzaga, que já “defendeu o veto ‘de ofício’ a candidatos que se enquadrem na Lei da Ficha Limpa”.

É guerra aberta entre os advogados de Lula
14.07.18 06:38
A guerra entre os advogados de Lula explodiu no WhatsApp.
O Estadão conta que o filho de Sepúlveda Pertence disparou o seguinte torpedo contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins:
“Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”.
O filho de Sepúlveda Pertence deveria saber que seu pai se apequenou tentando tirar da cadeia o criminoso condenado pela Lava Jato.

PGR se opõe a pedido de dono da Rodrimar
Sexta-feira, 13.07.18 21:15
A PGR enviou ao STF parecer em que pede que Luís Roberto Barroso negue pedido do dono da Rodrimar, Antônio Celso Grecco, no âmbito do inquérito dos portos, que também investiga Michel Temer, informa o Estadão.
Na solicitação enviada ao Supremo, os advogados de Grecco afirmam que não há nenhum indício em torno da empresa que justifique a continuidade das investigações.
Mas – prossegue a defesa do empresário –, se Barroso entender que as apurações devem prosseguir, que o inquérito seja desmembrado, com a parte sobre os sócios da Rodrimar enviada à Justiça Federal da primeira instância.
A PGR é contrária tanto ao arquivamento de parte das apurações como ao envio à primeira instância, informa a assessoria do órgão.
A Rodrimar é uma das empresas que operam no Porto de Santos supostamente beneficiada por decreto editado por Temer. O presidente e os empresários negam as acusações.

Ex-braço direito de Beira-Mar sai da cadeia; Jungmann vê ‘desastre’
13.07.18 17:19
Raul Jungmann chamou de “desastre” e “equívoco criminoso” a soltura de Leomar Oliveira Barbosa, apontado como ex-braço direito do traficante Fernandinho Beira-Mar, informa o G1.
Leomar, que estava preso em Formosa (Goiás), ganhou alvará de soltura e deixou a cadeia em 4 de julho – mas não poderia ter saído, porque é condenado em outros processos. Hoje, é considerado foragido da Justiça.
“Tem que identificar quem são os responsáveis e puni-los. Porque é inaceitável você prender – e ter uma grande dificuldade pra prender; nunca é fácil – um bandido como esse e ele ser solto por um equívoco. É difícil até de acreditar”, declarou o ministro da Segurança Pública.
Funcionários da penitenciária de Formosa foram afastados.

Marco Aurélio contraria decisão sobre 2ª instância e dá HC a cúmplice de traficante
13.07.18 20:08
O G1 conta que Marco Aurélio Mello contrariou o entendimento do plenário do STF sobre prisão em segunda instância para dar habeas corpus que beneficiou Leomar Oliveira Barbosa.
Conhecido como Playboy, Leomar cumpria pena por tráfico de drogas e é apontado como ex-braço direito de Fernandinho Beira-Mar.
Na decisão de cinco páginas, do dia 20 de junho, o ministro do STF ordenou a soltura dele e de outros dois réus do mesmo processo “se por outra razão não estivessem presos”.
Em razão de um suposto erro — chamado de “desastre” por Raul Jungmann  –, Playboy deixou a penitenciária de Formosa (GO) mesmo diante de outros mandados de prisão que continuavam em vigor. Agora, é considerado foragido.
Em sua decisão, Marco Aurélio nem sequer tratou da alta periculosidade do traficante. Segundo o ministro, a prisão dos três após condenação em segunda instância era uma “precipitação” da execução provisória da pena.

Bandidos falsificam post de O Antagonista
Brasil  
13.07.18 19:41
A assessoria de Antonio Anastasia alertou O Antagonista para um falso post que está circulando por WhatsApp, com o logotipo e a fonte usados pelo site e uma “notícia” que nunca foi publicada aqui.
Os bandidos falsificadores não prestaram atenção a detalhes importantes: nenhum dos títulos do site termina com ponto final, e não temos uma editoria “Minas Gerais” (a maior parte dos posts, incluindo os referentes ao Estado, está na seção “Brasil”).
O Antagonista já está tomando as providências legais cabíveis.
(...)

Real Madrid não quer o menino Neymar
Copa 
13.07.18 16:52
O Real Madrid divulgou uma nota na tarde de hoje negando intenção em negociar o passe de Neymar.
Confira:
“Diante das contantes informações que vinculam o jogador Neymar Jr. do PSG com o nosso clube, o Real Madrid quer deixar claro que não tem prevista nenhuma oferta pelo jogador.
A relação entre os clubes é extraordinária, de forma que, se em algum momento o Real Madrid planejar contratar um jogador do PSG, a primeira coisa que faria seria se dirigir ao clube.”

PGR usa argumentos de Gilmar para tentar derrubar suas decisões
13.07.18 16:21
A PGR vem contestando as decisões em que Gilmar Mendes mandou soltar investigados da Lava Jato do Rio de Janeiro com outras decisões do próprio ministro do STF, relata O Globo.
Sem usar a palavra “contradição”, a PGR aponta que em alguns casos Gilmar decidiu de um jeito e, em outros, fez o oposto.
Desde junho deste ano, Raquel Dodge e Luciano Mariz Maia entraram com pelo menos cinco recursos parecidos, em casos envolvendo o ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz e o doleiro Marcelo Rzezinski, entre outros – todos presos por Marcelo Bretas e soltos pelo ministro do STF.
Segundo a súmula 691 do Supremo, para que a Corte possa analisar um recurso, é preciso que o seu trâmite tenha terminado no STJ. Isso não tinha ocorrido em nenhum dos cinco casos da Lava Jato do Rio.
Assim, quando a defesa insiste em “pular” a instância e levar um habeas corpus diretamente ao STF, o mais comum é que os ministros rejeitem o pedido sem nem analisar os argumentos.
Conforme apontado pela PGR, foi isso que Gilmar fez em diversas outras ocasiões – mas não nos cinco casos de prisão determinada por Bretas.

MENSAGEM CRISTÃ PARA SÁBADO, 14-7-2018

-No Crediário da Vida-

Deixa que a compaixão te aclare os olhos e lubrifique os ouvidos, a fim de que possas ver e escutar em louvor do bem.
Quantas vezes geramos complicações e agravamos problemas, unicamente pelo fato de exigir dos outros aquilo de santo ou de heroico que ainda não conseguimos fazer!
À frente das incompreensões ou perturbações do cotidiano, procuremos reagir como estimaríamos que os demais reagissem, se as dificuldades fossem nossas.
A Terra está repleta dos que censuram e acusam.
Amparemo-nos mutuamente.
Às vezes, pronuncias palavras menos felizes, nas horas de irritação ou desânimo, que apreciarias reaver a fim de inutilizá-las, se isso fosse possível, e agradeces a bondade do ouvinte que se dispõe a atirá-las no cesto do esquecimento.
Por que não agir, de modo análogo, quando registras o comentário de ordem negativa, partido de alguém, no clima do desespero?
Nos atos injustos, nas decisões impensadas ou nos erros que perpetramos, somos gratos à misericórdia daqueles que nos acolhem com brandura e entendimento, extinguindo no silêncio os resultados de nossas falhas involuntárias.
Como não esposar norma idêntica, quando algum de nossos irmãos escorrega na sombra?
Proclamamos a necessidade do progresso da alma, afirmamos o impositivo de nosso próprio aperfeiçoamento...
Iniciemos esse esforço meritório a favor de nós, reconhecendo que os outros carregam provações e fraquezas semelhantes às nossas, quando não sejam problemas e obstáculos muito mais aflitivos.
Admiremos nossos companheiros quando se aplicarem ao bem ou quando se harmonizarem com o bem; entretanto, sempre que resvalarem no mal, busquemos tratá-los na base do amor que declaramos cultivar com Jesus, de vez que todo investimento de tolerância que fizermos hoje, em benefício do próximo no crediário da vida, ser-nos-á amanhã precioso depósito que poderemos sacar no socorro àqueles a quem mais amamos, ou mesmo no auxílio a nós.

Do livro <Alma e Coração>, obra mediúnica psicografada pelo médium Francisco Cândido Xavier.
Da página http://www.oconsolador.com.br em 09-7-2018.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

SEGUNDA EDIÇÃO DE SEXTA-FEIRA, 13-7-2018

NO O ANTAGONISTA
HENRIQUE ALVES É SOLTO
Sexta-feira, 13.07.18 09:14
Henrique Eduardo Alves, um dos maiores aliados de Michel Temer, acusado de fraudes nas obras da Arena das Dunas, foi solto pela 14ª Vara Federal de Natal.

HENRIQUE ALVES FOI SOLTO COM BASE EM DECISÃO DE MARCO AURÉLIO
13.07.18 10:29
Como registramos há pouco, Henrique Eduardo Alves está solto.
A decisão foi do juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal do Rio Grande do Norte.
O magistrado estendeu ao ex-ministro, um dos maiores aliados de Michel Temer, a decisão de Marco Aurélio Mello — do mês passado — de soltar Eduardo Cunha no âmbito da mesma Operação Manus, em que Cunha e Henrique Alves foram condenados por atuar em favor de empreiteiras nas obras da Arena das Dunas, em Natal.
Cunha só não foi solto na ocasião porque contra o ex-presidente da Câmara pesa outra condenação, por envolvimento em desvios do FI-FGTS.
Vejam o trecho da decisão do juiz do Rio Grande do Norte:
“Quanto ao pedido de extensão ao acusado Henrique Eduardo Lyra Alves dos efeitos da decisão liminar proferida no HC 158.157-RN , que determinou a soltura de EDUARDO CUNHA por excesso de prazo, considerando que há nos autos manifestação do MPF pela concessão do pedido e que os fundamentos adotados pelo Exmo. Sr. Ministro Marco Aurélio Mello se aplicam, pelas mesmas razões, ao ora requerente, DEFIRO-O, determinando a expedição de alvará de soltura.”
Veja AQUI a íntegra do despacho.

Os petistas continuam a atacar a presidente do STJ
13.07.18 10:01
“A ministra Laurita Vaz, do STJ, rejeita a comparação que está sendo feita na internet entre a decisão do desembargador Rogério Favreto, do TRF-4, de soltar Lula, e outra, tomada por ela em 2017, que evitou a volta do médico Roger Abdelmassih à prisão.”
Espertamente, a colunista social da Folha de S. Paulo atribui à “internet” os ataques rasteiros contra Laurita Vaz. Na verdade, a ministra está sendo atacada pelos parlamentares do PT.
A colunista social da Folha de S. Paulo insinua também que Laurita Vaz favoreceu Roger Abdelmassih. Na verdade, quem mandou o estuprador para casa foi Ricardo Lewandowski.

Fora, Toffoli
13.07.18 08:50
Mais de cem mil pessoas assinaram o manifesto contra Dias Toffoli no comando do STF.
O número deve aumentar depois da reportagem da Crusoé sobre os planos do PT para tirar Lula da cadeia (e das férias de Dias Toffoli na Escócia com o defensor da ADC que liberta os criminosos condenados em segundo grau).

A soltura de Lula nas férias de Dias Toffoli 
13.07.18 08:30
O PT quer que Dias Toffoli paute as ADCs que tiram da cadeia os criminosos condenados em segundo grau, como Lula e José Dirceu.
Técio Lins e Silva, um dos companheiros de viagem de Dias Toffoli à Escócia, é o principal promotor de uma dessas ADCs e recentemente subiu à tribuna do STF para pressionar Cármen Lúcia a pautá-la.
Dias Toffoli, é claro, não vai se declarar suspeito.

Os companheiros de viagem de Dias Toffoli 
13.07.18 08:12
Dias Toffoli está de férias na Escócia.
A reportagem da Crusoé informa que seus companheiros de viagem são Luciana Lóssio e Técio Lins e Silva.
Luciana Lóssio foi nomeada para o TSE por Dilma Rousseff, depois de trabalhar em sua campanha.
Técio Lins e Silva foi advogado de Alexandrino Alencar, o elo de Lula com o departamento de propinas da Odebrecht. Ele já declarou que a “Lava Jato é pior do que a ditadura” e chamou seus procuradores de “tarados”.

Os dois golpes de Dias Toffoli 
13.07.18 07:56
O golpe do plantonista pode ser repetido por Dias Toffoli.
Como diz a Crusoé, porém, alguns petistas preferem apostar no golpe das ADCs.
Vicente Cândido disse para a revista:
“Talvez seja melhor não desgastar Dias Toffoli agora e esperar ele pautar as ADCs”.

Os novos aloprados 
13.07.18 07:36
O golpe do plantonista foi um fracasso tão grande que os petistas passaram a atacar Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira.
Dentro do PT, segundo a Veja, eles foram comparados aos aloprados.
E um defensor de Lula disse:
“Foi muito ruim. Esse assunto estava sendo tratado de forma profissional. Se fosse um lulista desesperado que apresentasse um pedido desses, vá lá. Mas são três deputados, um deles líder do partido, que ingressaram com essa ação cheia de falhas.”

As malas alopradas 
13.07.18 07:44
O PT usou a Veja para crucificar os aloprados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira.
É mais uma farsa.
Lula foi imediatamente informado sobre o golpe do plantonista. E preparou suas malas para sair da cadeia. Ele participou de tudo. E seus advogados permaneceram calados.

Um pouco mais do companheiro de férias de Toffoli
13.07.18 10:13
Como a Crusoé revelou, um dos companheiros de viagem de Dias Toffoli à Escócia foi Técio Lins e Silva.
O Antagonista chama a atenção para mais algumas teses do advogado.
No julgamento que proibiu conduções coercitivas, ele ocupou a tribuna em nome do Instituto dos Advogados do Brasil e questionou:
“Como é possível em pleno século 21 discutirmos se é possível arrancar alguém de casa para depor? Isso é um entulho autoritário. Isso não pode coexistir com a Constituição brasileira.”
Lins e Silva criticou o que chamou de “Direito Penal do espetáculo” e lamentou pelo fato de clientes seus terem sido “vítimas de condução coercitiva”.
Antes, em setembro de 2016, o advogado chegou a se emocionar durante sustentação oral na discussão de prisão de condenados em segunda instância, ao bradar que a tribuna do Supremo não é espaço “para defender os ricos, mas os pobres”.

NO BLOG ALERTA TOTAL
Até quando o PT debochará do Judiciário?
Edição de Sexta-Feira 13 do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

Perguntinhas básicas: até quando o Partido dos Trabalhadores continuará avacalhando o senso de Justiça? Até quando a 'petelândia' seguirá desafiando o Judiciário? O Ministério Público Federal não vai fazer nada? Os magistrados aceitarão as chacotas sem uma reação mais enérgica que os meros discursos de reclamação – inclusive nos textos das sentenças? O PT é tão intocável quanto seu líder – que segue 'presodentro' com mordomias que outros bandidos não têm?
Presidido pela desmoralizada senadora Gleisi Hoffmann, o PT abusa da paciência do eleitorado e da Magistratura. Militantes do Partido da Traição protocolaram mais 264 pedidos de habeas corpus pedindo a libertação de Luiz Inácio Lula da Silva. Os petistas ignoraram, solenemente, a recente decisão da presidente do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, que negara outras 149 solicitações padronizadas para soltar o prisioneiro que insiste em disputar a Presidência da República, embora a Lei da Ficha Limpa determine o contrário. Lula é inelegível e PT saudações...
Pior que aturar as armações da 'petelândia' é ouvir o ex-presidente Fernando Collor de Mello retornar com a balela de que é pré-candidato. Mas pior ainda é Collor pregar que Lula é vítima de uma injustiça. Alvo de impeachment em 1992, Collor defende que não existe prova contra Lula e que ele, mesmo preso, tem direito de gravar depoimentos para a campanha eleitoral. Palavra 'collorida': “Eu entendo que vêm sendo cometidas enormes injustiças em relação ao ex-Presidente Lula”.
Collor candidato e defendendo Lula? Deve ser porque hoje é sexta-feira, 13...
(...)

NO JORNAL DA CIDADE ONLINE
Ministra impõe derrota a Ciro e mantém matéria publicada no Jornal da Cidade
Da Redação
Sexta-feira, 13/07/2018 às 05:36
O pseudo democrata Ciro Gomes montou um gigantesco aparato jurídico com o objetivo de tentar ‘limpar’ o seu passado, propondo ações no sentido de retirar do ar notícias e vídeos publicados que não lhe convém e depõem contra a sua vida pregressa.
Felizmente, a investida contra a liberdade de imprensa começou muito mal.
No exercício da presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Rosa Weber indeferiu dois pedidos de liminar do candidato do PDT à presidência da República. Um deles refere-se a matéria publicada pelo Jornal da Cidade Online.
Nas petições, o PDT alegou que as matérias e vídeos tinham o nítido propósito de prejudicar a imagem de Ciro Gomes perante a população, além de divulgarem informações inverídicas contra o pré-candidato.
Ao indeferir os pedidos de liminar, a ministra Rosa Weber afirmou que não se extraem das publicações elementos suficientes para caracterizar qualquer “transgressão comunicativa”, uma vez que os conteúdos não apresentam “inverdade inconteste e patente”, mas “informações prejudiciais que tanto podem ser verdadeiras ou não”.
Ainda de acordo com a ministra, no contexto das competições eleitorais é preciso preservar, tanto quanto possível, a intangibilidade da liberdade de imprensa. 
“Essa condição impõe, como consequência, que as autoridades jurisdicionais se abstenham de banalizar decisões que limitem o seu exercício, somente intervindo em casos justificados e excepcionais”, observou. Ao final de sua decisão, a ministra determinou o seguimento da análise das representações pelo TSE. O ministro Carlos Horbach é o relator das ações.
Uma das matérias que tem causado extremo incômodo a Ciro diz respeito a codinomes mencionados em planilhas da Construtora Odebrecht, relativos a eventuais pagamentos de propina.
O Jornal da Cidade Online continuará firme no seu preceito de que “Um jornal consciente não abre mão de seu direito de crítica”.


PRIMEIRA EDIÇÃO DE SEXTA-FEIRA, 13-7-2018

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
SEXTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2018
A pré-candidatura presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB) dá sinais de fragilidade e até de fracasso, por não conseguir atrair apoio de partidos e de tempo de TV. Ele oscila entre 4º e 5º nas pesquisas, e não passa dos 7%. Partidos que poderiam apoiar fecham-lhe as portas, numa operação saboreada no Planalto. O MDB só apoiaria tucano se ele se chamasse João Doria. De zero a dez, as chances de apoio a Alckmin é zero, diz o presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (RR).

Dirigentes do centrão (DEM, PP, PR, PRB, SD e PSC) disseram na lata a Alckmin, durante jantar, dia 5, que não acreditam na sua candidatura.

Deveria provocar processos por litigância de má fé os autores dos 143 habeas corpus para Lula, no Superior Tribunal de Justiça (STJ). E os advogados que os patrocinaram deveriam merecer reprimenda da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mas dali não sai nada mesmo.

Se jabuti em cima de árvore foi enchente ou mão de gente, o deputado José Carlos Araújo (PSD-BA) é o dono da mão que aprovou proposta que reintroduz o nepotismo nas estatais, diz Danilo Forte (PSDB-CE).

É comum em todas as prefeituras do País o gesto do prefeito carioca Marcelo Crivella, garantindo tratamento diferenciado a apadrinhados. A diferença? Crivella foi gravado. E tem inimigos poderosos na mídia.

O ministro Caio Vieira de Mello (Trabalho) interrompeu a produção industrial de sindicatos, mas deveria passar “pente” fino nos atuais 17.289, mais de 92% de todos os sindicatos existentes no mundo.

O senador José Medeiros (Pode-MT) denunciou ao Conselho de Ética, por quebra de decoro, os deputados petistas Paulo Teixeira (SP), Paulo Pimenta (RS) e Wadih Damous (RJ) pela manobra malandra que, a pretexto de tentar soltar Lula, tinha o objetivo de desgastar a Justiça.

…os parlamentares do Congresso, mais uma vez, saíram de férias sem passar por média.

NO O ANTAGONISTA
O expediente matreiro do PT
Sexta-feira, 13.07.18 06:43
A estratégia de Lula, diz o Estadão, em editorial, é sabotar desde já o presidente eleito em outubro:
“Com o indisfarçável objetivo de deslegitimar a eleição presidencial, o PT tenta judicializar ao máximo o processo sucessório. Em outras palavras, causar os maiores problemas políticos possíveis, mediante a banalização do Direito Constitucional à ampla defesa e a utilização despropositada das dezenas de recursos judiciais previstos pela legislação processual cível e penal. Trata-se de expediente matreiro para tentar exaurir, desde já, a autoridade do candidato – que não será petista – que sair vitorioso nas urnas, em outubro”.

PT aposta em Toffoli
13.07.18 06:18
O PT aposta em Dias Toffoli para tirar Lula da cadeia.
É o tema da reportagem de capa da Crusoé.
Paulo Teixeira, um dos autores do golpe do plantonista, disse para a revista:
“Toffoli certamente conduzirá o STF na defesa da Constituição e do Estado Democrático do Direito”.

Os homicidas de Lula
13.07.18 06:02
Depois de comparar Lula a Fernandinho Beira-Mar, Suzane von Richtofen e Marcinho VP, seus advogados resolveram compará-lo também ao terrorista Cesare Battisti.
Diz a Folha de S. Paulo:
“Os advogados de Lula devem apresentar uma série de entrevistas de presidiários no recurso que levarão aos tribunais defendendo que ele poderia falar com a imprensa mesmo condenado e recolhido ao cárcere.
Além das já propaladas entrevistas concedidas a canais de televisão por Fernandinho Beira-Mar, Suzane von Richthofen e Marcinho VP, serão agregadas conversas do italiano Cesare Battisti com a imprensa quando estava preso”.

Justiça do Rio suspende leilão das 6 distribuidoras da Eletrobras
Quinta-feira, 12.07.18 21:45
A 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro suspendeu o leilão das seis distribuidoras da Eletrobras que estava marcado para o dia 26 de julho, registra a Folha.
Encarregada de promover o leilão, a Comissão Especial de Licitação do BNDES foi notificada e prometeu divulgar novo cronograma tão logo haja a autorização legal.

Raquel Dodge defende prisão de doleiro solto por Gilmar
12.07.18 19:57
Raquel Dodge apelou contra decisão de Gilmar Mendes que mandou soltar Marcelo Rzezinski, doleiro denunciado na Operação Câmbio, Desligo, informa Fausto Macedo.
A investigação, deflagrada no início de maio, acusa cerca de 50 doleiros de lavarem cerca de US$ 6 bilhões. Seu principal alvo, Dario Messer, continua foragido.
Rzezinski foi o sexto alvo da Câmbio, Desligo libertado pelo ministro do STF.
Para a procuradora-geral da República, não há como tachar de ilegais ou abusivas as decisões sobre a prisão preventiva do doleiro – segundo ela, todos os requisitos para prendê-lo foram devidamente preenchidos.
Raquel Dodge acrescenta que a função de Rzezinski, acusado de operar para o MDB, era disponibilizar dólares no exterior para os demais doleiros integrantes do grupo criminoso.

Cármen Lúcia prorroga inquérito sobre Jucá
12.07.18 17:38
Cármen Lúcia prorrogou por mais 30 dias um dos inquéritos que investigam Romero Jucá, líder do governo no Senado, informa o G1.
O relator do inquérito é Edson Fachin, mas, durante o recesso do Judiciário, a presidente do STF está à frente dos processos na Corte.
A PF havia pedido 60 dias para concluir as investigações, com o aval da PGR, mas Cármen concedeu só 30 dias para, segundo ela, evitar “dilações processuais indevidas”.
Nesse inquérito, Jucá é investigado pela suspeita de receber R$ 10 milhões em propina da Odebrecht e da Andrade Gutierrez para beneficiar as empresas na licitação da hidrelétrica de Santo Antônio. O senador nega as acusações.

Urgente: Vereadores rejeitam abertura de processo de impeachment de Crivella
12.07.18 17:28
Em sessão extraordinária, por 29 votos a 16, os vereadores do Rio de Janeiro acabam de rejeitar a abertura do processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella.
O pedido havia sido feito com base na reunião de Crivella com pastores, no Palácio da Cidade, em que o prefeito prometeu resolver problemas com IPTU e agilidade para cirurgias de catarata aproveitando “que Deus nos deu a oportunidade de estar na Prefeitura para esses processos andarem”.
Com o resultado de agora, as denúncias serão arquivadas.

NA COLUNA DO ESTADÃO
Por Andreza Matais
Sexta-feira, 13 Julho 2018 | 05h30
Favreto manteve réu preso no plantão que ‘soltou’ Lula
Responsável por autorizar a soltura de Lula, o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, negou no mesmo plantão um habeas corpus para liberar outro preso. Um homem acusado de usar documentos falsos para sacar, na Caixa, precatórios com valores de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões pediu para sair da prisão temporária. Argumentou que precisava entregar sua tese de mestrado até domingo passado e que seu filho estava prestes a nascer. Esse foi o único caso, além do de Lula, que chegou a Favreto durante o plantão.
Por que não 
Favreto negou o pedido alegando que todos os requisitos para a prisão temporária estariam contemplados nesse caso. Mas autorizou a PF a escoltar o réu ao hospital, caso a mãe de seu filho entrasse em trabalho de parto no período da detenção.
Cronologia 
No processo do acusado de estelionato, o pedido chegou ao Tribunal às 18h58, na sexta-feira, 6. A decisão foi assinada no mesmo dia, às 21h22. O HC de Lula foi impetrado na sexta, às 19h32, mas despachado no domingo, às 9h05. Lula é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.
Dono do cofre 
Prisco Bezerra assumiu a coordenação financeira da campanha do presidenciável Ciro Gomes (PDT). Ele é sócio do empresário da Educação, João Carlos Di Genio e irmão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.
Aplauso 
O Clube Militar saiu em defesa de Sérgio Moro e do presidente do TRF-4, Thompson Flores. O general Mourão divulgou nota dizendo que, no momento de “conluio” de adeptos de Lula e “um magistrado comprometido ideologicamente”, “gigantes morais” se elevaram acima do “caos em que vivemos”.