DICIONÁRIO AULETE

iDcionário Aulete

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

PRIMEIRA EDIÇÃO DE 28-02-2017 DO "DA MÍDIA SEM MORDAÇA"

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
TERÇA-FEIRA, 28 DE FEVEREIRO DE 2017
Alvo de denúncias de ser apenas fachada para o governo cubano, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) já recebeu mais de R$ 8 bilhões do governo do Brasil desde que foi criado o Mais Médicos. Enquanto os profissionais cubanos recebiam apenas 10% dos R$11 mil pagos a médicos de outros países, a Opas, “intermediária” entre Brasil e Cuba repassa o restante ao governo do ditador Raúl Castro.
Em 2015, a TV Band mostrou representantes do Ministério da Saúde e da Opas discutindo como dar aparente legitimidade ao esquema.
Depois das denúncias, a Opas começou a pagar R$ 3 mil aos médicos cubanos, quatro vezes menos do que recebem os de outros países.
Em setembro do ano passado o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou a prorrogação do convênio com a Opas por mais três anos.
A Opas, que recebeu R$ 2,7 bilhões em 2016, pode chegar ao fim do contrato do Mais Médicos tendo embolsado mais de R$ 17 bilhões.
Todos os segmentos da Justiça do Brasil, à exceção da Federal, estão representados na atual composição do Supremo Tribunal Federal (STF). Advogados têm o maior número de ministros: Carmen Lúcia, Luis Barroso e Luiz Fachin. O quarto advogado será Alexandre de Moraes. A Justiça Trabalhista é a origem de dois ex-ministros do TST: Marco Aurélio e Rosa Weber. A Justiça Federal não tem representante.
A Justiça Estadual tem dois desembargadores de Tribunais de Justiça: Ricardo Lewandowski (TJ de São Paulo) e Luiz Fux (TJ do Rio).
O Ministério Público Federal tem como representante o ministro Gilmar Mendes. E o MP Estadual, o decano do STF, ministro Celso de Mello.
A Advocacia-Geral da União tem na composição do Supremo Tribunal Federal o ministro Antonio Dias Toffoli.
Com a nomeação de Osmar Serraglio para a Justiça, aumentam as especulações sobre a saída do cargo do diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. Desde que a cadeira no ministério ficou vaga, há pressão de partidos e até de setores da PF pela saída do diretor.
O embaixador brasileiro Roberto de Azevêdo será reeleito nesta terça para mais quatro anos como diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC). É o cargo mais alto que um brasileiro já ocupou em organismos internacionais. E ele será reeleito 3 meses antes do prazo.
Apesar da crise econômica e da pesquisa que mostra que o Brasil é o terceiro país mais pessimista do mundo em relação ao futuro, o carnaval de 2017 já bateu recordes de público em BH, SP e Brasília.
A incorporadora ACS entrega este ano, em Campinas (SP), 2.500 apartamentos no valor médio de R$250 mil. A ACS é o braço imobiliário dos genéricos EMS, que faturou quase R$ 4 bilhões em 2016.
O presidente de Furnas, Ricardo Medeiros, tem sido bem generoso com alguns dos funcionários do órgão. No final de 2016, ele concedeu aumento de até 120% a alguns integrantes dos quadros da empresa.
Um dos agraciados com aumento em Furnas passou a receber R$ 17,4 mil como gerente. Outra pessoa, com cargo de secretária e ligada a um dos diretores, ganhou provimentos superiores a R$ 9,1 mil.
Ao fim do governo Dilma, só havia dois “caciques” que ainda defendiam a ex-presidente Dilma: Michel Temer, então vice e Eunício Oliveira, então líder do PMDB no Senado. Hoje nenhum petista apoia Temer.
O ministro Moreira Franco se mudou na última quarta-feira do gabinete que ocupava para o quarto andar do Palácio do Planalto. No início do mês, ele tomou posse como chefe da Secretaria-Geral da Presidência. Agora tem mais espaço e uma equipe numerosa para chamar de sua.
...o carnaval está chegando ao fim. Só não para os deputados federais.

NO O ANTAGONISTA
A descoberta da Folha sobre Lula
Brasil Terça-feira, 28.02.17 07:57
A Folha descobriu que, pelo ritmo da Lava Jato em Curitiba, Lula pode ficar inelegível já para 2018.
In-crí-vel.
"Os fatos a respeito do PT e de Lula são incontestáveis"
Brasil 28.02.17 07:27
O Estadão, em editorial, trata do desespero do PT, manifestado pela entrevista de Gilberto Carvalho ao Valor. O Seminarista prometeu uma "guerra", caso Lula seja condenado e não possa ser candidato em 2018.
Leia um trecho:
"O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa, e não porque a Lava Jato 'persegue' Lula, mas sim porque, ao que tudo indica, sobram provas contra ele. Não é à toa que a equipe de advogados destacados para defender Lula, em vez de dedicar-se a refutar as acusações, foi até a ONU para denunciar a suposta perseguição política que estaria sendo empreendida pelo juiz Sérgio Moro contra seu cliente. Além disso, usa as audiências com Moro para irritar o magistrado, tentando fazê-lo sair do sério, o que daria argumentos para sustentar a tese de que ele age contra Lula por motivações pessoais.
Para essa gente, a democracia e suas instituições – especialmente a Justiça e a imprensa livre – são inimigas, pois trabalham com fatos, e os fatos a respeito do PT e de Lula são incontestáveis: o partido e seu demiurgo não apenas são os responsáveis pela pior crise econômica da história brasileira, mas também são as estrelas do maior escândalo de corrupção que já se viu no País. Logo, os petistas empenham-se em criar os chamados 'fatos alternativos' – nome que se dá a mentiras e distorções criadas para embaralhar a realidade."
Os goleiros do PT
Brasil 28.02.17 05:34
O presidente do PT, Rui Falcão, em documento publicado no site do partido, comparou António Palocci, José Dirceu e João Vaccari Neto ao goleiro Bruno.
Ele argumentou que, se um foi solto, os outros também têm de ser, porque seus casos são iguais.
De certa maneira, ele está certo: a Petrobras é a Eliza Samúdio do PT. Em vez de ocultar um cadáver, os petistas ocultaram o dinheiro roubado.
Filhotes de Lava Jato pelo país inteiro
Brasil Segunda-feira, 27.02.17 20:12
Cristiana Lôbo noticia no G1 que Rodrigo Janot deverá encaminhar nos próximos dias cerca de 200 pedidos relacionados à Lava Jato para o ministro Edson Fachin, relator da operação no STF.
Os pedidos vão desde a abertura de inquéritos para investigar políticos até a solicitação do fim do sigilo de delações feitas por dirigentes e ex-dirigentes da Odebrecht.
"A Lava Jato deverá gerar 'filhotes' no Judiciário em todo o país porque, segundo investigadores, as delações da Odebrecht envolvem obras em praticamente todos os Estados e citam ex-governadores, deputados estaduais ou prefeitos que devem ser investigados pelos tribunais estaduais", diz a jornalista.

REFLEXÃO ESPÍRITA CRISTÃ

-Notas de Cada Dia-

Convence-te de que não existem males eternos.
Toda dor chega e passa.
O dia é sempre novo para quem trabalha.
Não conserves ressentimentos.
A desilusão de agora será bênção depois.
A dificuldade é uma escola.
Servir é um privilégio.
Auxilia para o bem.
Nada reclames.
Gritos não valem.
Queixas não apagam dívidas.
Tristeza inerte é sinônimo de tempo perdido.
A paciência operosa realiza prodígios.
Fala acendendo a luz da esperança.
Esquece as ofensas, quaisquer que sejam.
Agressores são doentes a serem medicados pelos recursos de Deus.
Não menosprezes a crítica.
Valoriza os amigos.
Respeita os adversários.
Resguarda a consciência tranquila.
Exerce a beneficência por dever.
Hoje auxiliamos, amanhã seremos os necessitados de auxílio.
Não cobres tributos de gratidão.
Agradeçamos as bênçãos que Deus nos concede gratuitamente.
Prestigia a existência que a Sabedoria Divina te concedeu.
Muito importante recordar que, na morte, todos encontramos, antes de tudo, aquilo que fizemos da própria vida.
Olvida contrariedades, trabalhando e servindo sempre.
E, à frente de quaisquer obstáculos ou de quaisquer desenganos, não te esqueças de que o tempo de hoje continuará no amanhã.

Do livro <Atenção>, obra mediúnica psicografada pelo médium Francisco Cândido Xavier.
Da página http://www.oconsolador.com.br

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

PRIMEIRA EDIÇÃO DE 27-02-2017 DO "DA MÍDIA SEM MORDAÇA"

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
SEGUNDA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 2017
Nos Estados Unidos, o mandato dos membros da Suprema Corte é vitalício. No Brasil, a idade-limite para permanência de um ministro no Supremo Tribunal Federal agora é 75 anos, após a aprovação da “PEC da bengala”. Essas duas regras podem mudar: tanto juristas americanos quanto brasileiros defendem a mudança das respectivas regras. Nos EUA, a tendência é limitar o mandato entre 10 e 18 anos.
Nos EUA, pesquisas indicam que a maioria dos americanos é a favor de limitar o mandato dos ministros da Suprema Corte em 18 anos.
No Brasil, já está no plenário do Senado a proposta de emenda que estabelece mandato para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).
Além de fixar mandato, a PEC 35/15, do senador Lasier Martins (PSD-RS), torna ministro do STF inelegível para cargos públicos por 5 anos.
Pela proposta, o presidente terá de escolher numa lista tríplice de candidatos ao STF com no mínimo 15 anos de atividade jurídica.
Alvo de constantes reclamações dos consumidores, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) cobra até 206,1% a mais pelo metro cúbico de água fornecido que a Sabesp, por exemplo. São R$ 1,31/m3 para quem consome entre 10m3 e 20m3 em São Paulo e R$ 4,01/m3 no DF. Em ambos os casos, esse é o valor cobrado dos consumidores carentes que foram incluídos na chamada tarifa social. Procurada, a Caesb diz “seguir determinações” da agência reguladora.
Nas cinco faixas de consumo levantadas pela coluna, a tarifa social é, em média, 123,6% mais cara no DF. A tarifa normal é 37,62% maior.
Enquanto a Sabesp dá desconto de 66% na tarifa social para quem consome menos água, no DF, o desconto da Caesb é de apenas 25%.
Apesar da crise hídrica no DF não se comparar à enfrentada em SP desde 2014, a Caesb cobra mais 40% de quem usa mais de 10m3.
É grande a expectativa na Polícia Federal de que o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha decida, enfim, fazer um acordo de delação premiada. Isso porque os operadores alvos da operação Blackout têm forte ligação com o parlamentar, o que pode complicá-lo ainda mais.
Petistas alegam que há perseguição política da Polícia Federal na Lava Jato. Mas os dois últimos desdobramentos da operação tiveram como alvos apenas investigados ligados ao PMDB. Nada de PT.
O governo tem levado ao pé da letra o ditado de que o ano no Brasil só começa depois do Carnaval. Não há um dado sequer sobre gastos diretos, diárias, bolsa família e cartões corporativos na Transparência.
Se brasileiros estão com dificuldades para pagar as contas, o governo não tem do que reclamar. Além de fechar as contas no azul em janeiro, as receitas atingiram R$ 500 bilhões antes mesmo do fim do mês.
Abaixo-assinado endereçado às Forças Armadas do Brasil pede a “intervenção militar constitucional” no site Change.org desde outubro de 2014. Apenas 7.947 nomes apareceram na lista em dois anos e meio.
Grupo na Câmara dos Deputados analisa alterar o Regimento Interno da Casa com a adição o subtração de artigos, tudo porque o Código de Ética da Câmara tem início na página número ‘171’ do Regimento e 171 é o número do artigo do Código Penal que trata de estelionatos.
Líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi afirmou que o novo ministro Osmar Serraglio (Justiça) conta com o apoio da bancada. Rodrigo Pacheco e Fábio Ramalho, que já rompeu com Temer, não concordam.
O Conselho Nacional de Justiça gastou mais em auxílio-alimentação de servidores do que no desenvolvimento e implantação do sistema de processo eletrônico, que acabou com a papelada no Judiciário.
Será batizado de “Odebrechtite” o novo vírus que chegou em Brasília com força e atingiu em cheio a Esplanada dos Ministérios?

NO DIÁRIO DO PODER
LAVA JATO
EX-TESOUREIRO DO PT DEU RECIBO DE PROPINA PAGA POR EMPREITEIRA
FOI UMA 'DOAÇÃO ELEITORAL' RECEBIDA MEDIANTE COMPROVANTE
Publicado: domingo, 26 de fevereiro de 2017 às 18:00 - Atualizado às 02:00
Redação
O ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, que em 2010 disputava mandato de deputado federal no Rio Grande do Sul, não apenas recebeu R$200 mil de propina como até deu recibo da “doação”, segundo informou em delação premiada o engenheiro José Antonio Marsilio Schwarz, ligado à empreiteira Schahin, que entregou à Lava Jato os comprovantes.
O delator declarou em 31 de Janeiro, em depoimento, que Ferreira procurou a empresa Schahin em março de 2010 ‘pedindo contribuição paralela para sua campanha’. José Antonio Schwarz afirmou que, na ocasião, o petista deixou o número de telefone com o empresário Milton Taufic Schahin, sócio do Grupo Schahin.
“Cerca de 10 dias depois da solicitação, Milton Schahin concordou em fazer a contribuição que ficou estabelecida em R$ 200 mil e passou esse assunto para ser tratado pelo declarante; que o declarante foi, então, comunicado por Milton Schahin e que recebeu dele o telefone de Paulo Ferreira”, relatou.
Schwarz afirmou que Paulo Ferreira pediu que o pagamento fosse feito ao escritório Oliveira Romano Sociedade de Advogados, do ex-vereador Alexandre Romano, o Chambinho, do PT.
Preso em 2016 na Operação Abismo, 31.ª fase da Lava Jato que investiga propinas em obras do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobrás (Cenpes), Ferreira foi solto em 2 de fevereiro após pagar fiança de R$ 200 mil. Alexandre Romano também é um dos delatores da Lava Jato.

NO BLOG DO JOSIAS
Serraglio endossou emenda que proíbe indicações como a de Moraes para STF
Josias de Souza
Segunda-feira, 27/02/2017 04:14
O deputado Osmar Serraglio não seria o novo ministro da Justiça se uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) relatada por ele tivesse sido aprovada pelo Congresso. O texto, ainda pendente de votação, sugere modificações na forma como os membros do Supremo Tribunal Federal são escolhidos. Uma das mudanças proíbe o presidente da República de enviar à Suprema Corte pessoas que ocuparam cargo de ministro de Estado nos dois anos anteriores à indicação. Por esse critério, Michel Temer estaria proibido de transferir Alexandre de Moraes da pasta da Justiça para o Supremo.
A proposta original havia sido apresentada em 2001 pelo ex-deputado Antônio Carlos Pannunzio (PSDB-SP). Em 2010, o texto foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Encontrava-se na gaveta desde essa época quando o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha decidiu, em abril de 2015, instalar uma comissão especial para analisar a matéria. Foram anexadas à proposta outras seis PECs sobre o modelo de escolha dos ministros do Supremo. Coube a Serraglio a tarefa de promover, como relator, a fusão dos textos. Ele realizou a tarefa em três meses.
No seu relatório, cuja íntegra pode ser lida aqui, Serraglio criticou duramente o modelo que permitiu a ascensão de Alexandre de Moraes ao Supremo. O deputado torcia o nariz para o poder atribuído ao presidente de indicar sozinho as togas do STF. Sugeriu mudanças profundas. Anotou: “O formato político brasileiro permite uma peculiar e indesejada ligação [do escolhido] com o chefe do Poder Executivo, que compromete a autonomia do Supremo Tribunal Federal. A nosso ver, o modelo tradicional brasileiro de escolha dos ministros deve ser revisto radicalmente. Dessa forma, algumas alterações na composição, na forma de investidura, no tempo de permanência e nos impedimentos dos membros do STF são absolutamente indispensáveis para preservação de sua legitimidade e ampliação de sua independência e imparcialidade.”
Pela proposta, o presidente da República perderia a exclusividade na indicação dos juízes do Supremo. O texto final de Serraglio prevê que, em vez de escolher os 11 ministros que integram o plenário da Suprema Corte, o chefe do Poder Executivo preencheria apenas quatro vagas. O Congresso indicaria outros quatro ministros, num revezamento entre Câmara e Senado. E o próprio STF se encarregaria de escolher os ocupantes das três cadeiras restantes.
Sempre que a escolha fosse de responsabilidade do inquilino do Planalto, a lista de vetos iria muito além dos ministros de Estado. Eis o que diz o texto de Serraglio: “A indicação do presidente da República não pode recair sobre aquele que, nos dois anos anteriores, tenha exercido mandato eletivo, ocupado os cargos de ministro de Estado, Procurador-Geral da República, Defensor Público-Geral da União e Advogado-Geral da União, ou exercido a função de presidente de partido político.”
No formato endossado por Serraglio, a PEC fixa um mandato de 12 anos para os ministros do STF. Proíbe a recondução. Estabelece que, ao deixar o tribunal, os ministros não poderiam advogar ou disputar eleições pelo prazo de dois anos.
Na época em que Eduardo Cunha retirou da gaveta a proposta relatada por Serraglio, Dilma Rousseff, que ainda despachava no Planalto, acabara de indicar para uma poltrona no Supremo o advogado Luiz Edson Fachin. O nome foi recebido com um é atrás. Fachin era visto como um entusiasta do PT. Cinco anos antes, aparecera num vídeo pedindo votos para Dilma na campanha presidencial de 2010. Já fervia nessa época o caldeirão da Lava Jato.
O tempo passou. Hoje, Cunha está atrás das grades e Fachin é festejado como um relator independente da Lava Jato no Supremo. Assumiu os processos depois que o colega Teori Zavascki morreu num acidente aéreo. Agora é Temer quem se encontra na alça de mira por ter indicado Alexandre de Moraes, o tucano que comandava a pasta da Justiça, para a poltrona que era de Teori.
O próprio Alexandre de Moraes havia sustentado numa tese de mestrado posição semelhante à adotada por Serraglio no seu relatório. O substituto de Teori Zavascki defendera o veto à escolha para o Supremo de pessoas que tivessem ocupado cargo de confiança sob o presidente que assina a indicação. Do contrário, o beneficiário pode ser compelido a injetar demonstrações de “gratidão política” nas suas futuras sentenças.

NO O ANTAGONISTA
Pagadores de propina trabalham mais
Brasil Segunda-feira, 27.02.17 08:41
Ivan Valente, do PSOL, fez um levantamento que mostra que Claudio Melo Filho, o diretor da Odebrecht encarregado de comprar parlamentares esteve na Câmara no mesmo dia ou em datas próximas a sessões em que foram votadas quatro medidas provisórias que foram fonte de propinas a deputados.
Segundo a Folha, "os dados reforçam pontos de seu acordo de colaboração premiada homologada no STF e confirmam que Melo esteve ao menos 194 vezes na Câmara de janeiro de 2005 a dezembro de 2015".
Os pagadores de propina trabalham mais do que muitos recebedores de propina.
Odebrecht: que se faça Justiça...no exterior
Brasil 27.02.17 07:57
A Odebrecht pode perder contratos que totalizam 16 bilhões de dólares no exterior?
Que a Justiça se faça integralmente no exterior, já que aqui a empresa continua a receber dinheiro do governo.
O TSE é palco do Brasil brasileiro
Brasil 27.02.17 07:47
Herman Benjamin tem dito que não apenas votará a favor da cassação da chapa Dilma-Temer, como o fará em termos bastante enfáticos.
Os tucanos, que propuseram a ação, se movimentam para perdê-la, juntamente com os peemedebistas, co-réus da ação; os petistas, réus da ação, agora rezam para que os tucanos ganhem, apesar do teatro em contrário.
O resultado final será levado para as calendas, mas não há dúvida de que o TSE é outro palco do Brasil brasileiro.
Procuradora culpa vítimas da boate Kiss por beberem antes de morrer
Brasil Domingo, 26.02.17 18:25
Mirela Marquezan, procuradora de Santa Maria (RS), revoltou familiares das vítimas do incêndio da boate Kiss ao afirmar que, por estarem bêbadas, contribuíram para a própria morte.
As afirmações estão em uma contestação a um pedido de indenização feito pela família de um dos jovens mortos. O documento foi tornado público por um dos advogados do caso e reproduzido pela Folha. Leia os principais trechos:
"Certamente diferentes fatores contribuíram para esta diferença de condutas e desfechos, sendo, um deles, o estado de sobriedade ou de embriaguez de cada um dos frequentadores do estabelecimento, fato que deve ser bem analisado em cada caso concreto".
"Apesar da comoção generalizada e luto coletivo ocorridos com a tragédia da boate Kiss, e mesmo podendo parecer insensível mencionar a possibilidade de ocorrência de culpa das próprias vítimas; não há como ignorar o fato de que diversas pessoas que estavam em frente ao palco, onde começou o incêndio, conseguiram sair do local; ao passo que outras tantas, que estavam muito mais próximas à porta de saída, não abandonaram o recinto".
Díaz cederia arquivos e base de operação à Lava Jato no Uruguai
Mundo 26.02.17 17:39
Desde 2010, Carlos Díaz liderava o combate a crimes financeiros no Uruguai.
Além de investigar envolvidos no Panamá Papers, o secretário estava negociando um acordo formal de colaboração com o Ministério Público do Brasil, a fim de colaborar com a Lava Jato.
Antes de ser encontrado morto em sua residência ontem à noite, Díaz ofereceu os arquivos e as instalações da Secretaria Antilavagem de seu país para os promotores brasileiros.
Pelo menos duas contas secretas ligadas à Lava Jato foram descobertas no país: uma de Nestor Cerveró e outra de Sérgio Cabral.
Polícia uruguaia diz que Carlos Díaz morreu afogado
Mundo 26.02.17 17:28
O secretário nacional antilavagem do Uruguai morreu afogado, segundo a autópsia da polícia local enviada ao juiz que acompanha o caso, Marcelo Souto.
O laudo, porém, ainda não é conclusivo, de acordo com a edição uruguaia do El País, já que é necessário esperar o resultado de exames laboratoriais.
O corpo de Díaz foi encontrado por sua esposa boiando na piscina de sua residência, em Punta del Este, na noite de ontem.
A polícia ainda não descartou a hipótese de que tenha sofrido um ataque cardíaco ou desmaiado antes de se afogar.
Díaz negociava um acordo formal de colaboração entre a Secretaria Antilavagem do Uruguai e o Ministério Público do Brasil, no âmbito da Lava Jato.
Gastos secretos de Temer somam quase R$ 1 milhão
Brasil 26.02.17 15:26
Somente em fevereiro, o governo Temer já gastou quase R$ 1 milhão em despesas “protegidas por sigilo”, isto é, aquelas cuja finalidade, se revelada, em tese colocariam em risco a segurança nacional.
O governo Temer anda bem empenhado em preservar nossa segurança: houve 62 despesas secretas entre 01 e 23 de fevereiro pela Presidência da República.
O total empenhado, ou seja, já reconhecido para pagamento posterior, é de R$ 954.400, segundo levantamento de O Antagonista.
Veja, abaixo, os dez maiores gastos. Para conhecer todas as despesas, clique AQUI.

REFLEXÃO ESPÍRITA CRISTÃ

-Recuperação- 
Não bastará desculpar aos que nos ofendem, simplesmente com os lábios. É imprescindível que o nosso coração participe de semelhante atitude.
Não bastará, porém, que o sentimento se associe ao trabalho do perdão. É preciso esquecer todo o mal.
Contudo, não basta, ainda, que olvidemos o assalto, a pedrada, a calúnia, o golpe, a incompreensão ou a ingratidão. É necessário agir com o bem, auxiliando direta ou indiretamente aos que nos feriram...
Através da prece que ajuda em silêncio...
Por intermédio de nova sementeira de fraternidade e simpatia...
Pelas referências amigas ou pelo estímulo edificante...
Através da compreensão.
Por intermédio da boa vontade.
Pela demonstração de entendimento e confiança.
O inimigo, em qualquer caso, é terreno que precisamos recuperar para o plantio de nossa felicidade porvindoura.
A discórdia é espinheiro.
A desarmonia é perturbação.
O ódio é veneno.
A antipatia é delituosa displicência.
Não basta, pois, que nos desvencilhemos daqueles que nos incomodam, através da caridade fácil ou da palavra brilhante.
É indispensável saibamos caminhar com eles, incentivando-lhes o soerguimento ou a elevação, a fim de que estejamos efetivamente no desempenho da Vontade do Senhor, onde estivermos.

Do livro <Cartas do Coração>, obra mediúnica psicografada pelo médium Francisco Cândido Xavier.
Da página http://www.oconsolador.com.br de 13-11-2016.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

PRIMEIRA EDIÇÃO DE 26-02-2017 DO "DA MÍDIA SEM MORDAÇA"

NA COLUNA DO CLÁUDIO HUMBERTO
DOMINGO, 26 DE FEVEREIRO DE 2017
Apesar da imagem desgastada do presidente nacional do PSDB, em razão de citações no âmbito da Lava Jato, o senador Aécio Neves (MG) continua sendo o adversário mais temido pelo PT, que faz dele seu principal alvo, atacando-o no parlamento e nas redes sociais. Nem mesmo as derrotas eleitorais constrangedoras de Aécio em Minas Gerais, reduto do tucano, diminuíram o temor que ele inspira no PT.
Nas redes sociais controladas por simpatizantes petistas, Aécio é o mais xingado, de longe. Atacam sua honra, sua família, sua história.
Adversários se preocupam porque sabem que Aécio se tornou, em 2014, no tucano mais bem votado da História: 51.041.155 de votos.
Apesar de derrotas seguidas, a votação do PSDB aumenta há 15 anos: 33,3 milhões em 2002, 37,5 milhões em 2006, 43,7 milhões em 2010.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi eleito presidente em 1994 com 34,3 milhões, e reeleito em 1998 com 35,9 milhões.
O presidente Michel Temer ainda não vê razões para se preocupar com as medidas do novo presidente Donald Trump. Até já conversaram por telefone, em clima cordial, e depois foi a vez de o vice-presidente Mike Pence ligar, reafirmando o desejo do governo dos Estados Unidos de manter com o Brasil o melhor relacionamento. Na conversa, Pence disse que ligaria também para os presidente da Argentina e do Chile.
Na conversa com Temer, o vice-presidente dos EUA destacou que a prioridade deve ser mesmo o aprofundamento do comércio bilateral.
Brasil não leva a sério, hoje, afirmação do então pré-candidato Trump, em 2015, acusando China, Japão, Índia e Brasil de “roubar” empregos.
O Itamaraty chegou a se preocupar, mas depois descobriu que era falsa a notícia de que Trump xingou os brasileiros de “porcos latinos”.
Esta semana uma pane atingiu os sistemas de informática da Polícia Federal. O incidente causou pânico nos dirigentes, que ordenaram que todas senhas de e-mails oficiais fossem trocadas imediatamente.
Leandro Daiello é um dos diretores há mais tempo no cargo na Polícia Federal; seis anos. Com operadores do PMDB na mira da Lava Jato, o novo ministro da Justiça sofrerá pressão para mudar o comando da PF.
Apesar de distribuídos gratuitamente nos postos de saúde, o folião que for comprar preservativos para aproveitar a festa vai pagar ao governo, em média, o menor percentual de imposto embutido no preço: 18,75%.
De acordo com o Cadastro Nacional de Adoção, entre 2015 e 2016 aumentou substancialmente o número de crianças e adolescentes aptos para adoção. Eram 29,7 mil antes, agora são 34,6 mil.
Em contrapartida, no mesmo período, cresceu também o número de adultos em condições legais de adotar. Em 2015 eram 65,8 mil pessoas. O número saltou para 75,9 mil pretendentes em 2016.
Além de ter de gastar 77% do orçamento em salários, o governador Rodrigo Rollemberg (DF) foi condenado a pagar R$115 mil a empresa que não recebeu pela construção de escola no governo... Agnelo (PT).
Em 2014, o suplente de Osmar Serraglio, Rodrigo Rocha Loures, tentou ser deputado federal pelo PMDB, mas não se elegeu com seus 58 mil votos. Ele perdeu a vaga na Câmara pelo coeficiente eleitoral.
...após retirar a vesícula, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, se livrou de pedrinhas. Agora faltam as pedreiras... no Senado.

NO DIÁRIO DO PODER 
O SENTIMENTO DO MEDO
Por Carlos Chagas
Domingo, 26-02-2017
Vale recontar a história. Juscelino Kubitschek era governador de Minas, candidato declarado à presidência da República, mesmo que o PSD ainda não tivesse realizado sua convenção. Tinha audiência com Café Filho, presidente, e informou aos jornalistas, no palácio do Catete, que não trataria de política, mas da questão do café, cujo preço desagradava os fazendeiros mineiros. Ao entrar no gabinete presidencial, foi surpreendido com exagerados gestos de euforia. De início, Café levou-o à sua mesa de trabalho, insistindo para que sentasse na cadeira presidencial. Meio constrangido, JK sentou, mas espantou-se pela mudança de tratamento do anfitrião, que disse rispidamente: “pois essa foi a primeira e a última vez que ocupou esse lugar. Você não será presidente, pois os militares não querem!”
Café mostrou ao governador um manifesto que havia recebido dos generais, alertando para a inconveniência da candidatura de Juscelino e pregando alguém de união nacional, certamente algum deles.
A audiência estava terminada e o candidato desceu ao andar térreo, onde ficava a sala de imprensa. Os repórteres nada sabiam daquele estranho diálogo e indagaram sobre o problema dos preços do café. Juscelino, de pronto replicou: “de que café você está falando, o vegetal ou o animal?”
Naquela noite, as emissoras de rádio divulgaram o manifesto militar, e todos queriam saber da reação do governador. Foi quando ele produziu uma das frases mais contundentes daquele período: “sou candidato, não recuo, porque Deus poupou-me o sentimento do medo!”
Oficializado pela convenção do PSD, ganhou e tomou posse, mesmo precedida por grave crise institucional, a deposição de Café Filho pelo ministro da Guerra, general Henrique Lott.
Por que se recorda o episódio? Porque o Lula é candidato, mas contestado pelas mesmas forças reacionárias de sempre. Repetirá o comentário de JK?

NO BLOG DO JOSIAS
Eliseu Padilha virou uma demissão incontornável
Josias de Souza
Domingo, 26/02/2017 02:19
MODELO DE DEMISSÃO DE MINISTROS A PRAZO PERDEU A VALIDADE
Instituído por Michel Temer há 13 dias, o modelo de demissão de ministros em suaves prestações já está com o prazo de validade vencido. Ministros denunciados pela Procuradoria na Lava Jato, esclareceu Temer, amargariam um afastamento temporário, conservando o salário e o privilégio de foro. Convertidos em réus pelo Supremo Tribunal Federal, os ministros seriam, aí sim, mandados ao olho da rua. Eliseu Padilha, o chefe da Casa Civil, ainda não foi denunciado. Tampouco virou réu. Entretanto, embora a ficha de Temer ainda não tenha caído, a demissão do chefe da Casa Civil tornou-se incontornável. Até aliados do presidente já admitem em privado que o mais conveniente seria que o ministro, licenciado por problemas de saúde, não retornasse.
Temer enxerga em Eliseu Padilha uma honestidade incrível. Mas o braço brasiliense da força-tarefa da Operação Lava Jato passou a ver no ministro uma inocência inacreditável. A incredulidade dos investigadores cresceu depois que o ex-assessor presidencial José Yunes veio aos holofotes para dizer que recebeu, a pedido de Padilha, um envelope levado pelo doleiro Lúcio Funaro. O enredo tem pontos de contato com as delações da Odebrecht, que indicam o escritório paulista de Yunes como um dos endereços de entrega de parte dos R$ 10 milhões que Temer solicitou a Marcelo Odebrecht em 2014.
Em política, não adianta brigar com o inevitável. Diante de um pé d’água, a primeira coisa a fazer é encontrar um guarda-chuva. A segunda, é abrir o guarda-chuva. A terceira, é tentar se molhar o mínimo possível. Alcançado por um temporal, Padilha deixou Temer ensopado. O modelo de demissão a prazo — afastamento na denúncia e exoneração no envio ao banco dos réus — deixou o almoxarifado do Planalto sem guarda-chuvas. A fórmula pode interessar aos ministros que estão na chuva. Mas mantém a reputação do presidente, já encharcada, à mercê de todo tipo de intempérie.
A integridade de um presidente da República é como a gravidez. Não dá segunda safra. Mas convém a Temer manter ao menos as aparências. O autodenominado “núcleo duro” do Planalto se liquefez. A cúpula do governo vira chorume junto com a fina flor do PMDB. E Temer encontra-se perigosamente próximo do lixão para o qual a Lava Jato arrasta personagens como Renan Calheiros, Romero Jucá, Edison Lobão, José Sarney, Jader Barbalho… A atmosfera malcheirosa adensou-se com a chegada ao Brasil dos operadores de propinas Jorge e Bruno Luz, presos em Miami. Licenciado da presidência do PMDB, Temer comandou o partido por 15 anos. Perdeu o direito de usar o bordão “eu não sabia”.

NO O ANTAGONISTA
Você vai pagar o salvamento da Odebrecht
Economia Domingo, 26.02.17 09:55
Não é bom saber que o BNDES e o FI-FGTS estão trabalhando para salvar um braço da Odebrecht?
Eles vão salvar um braço da empresa com o corpo inteiro do pagador de impostos. E você ainda vai ouvir que é melhor para o país etc.
Você pagará a conta dos petistas em Barcelona
Brasil 26.02.17 08:12
Cinco deputados e um senador ficarão até o dia 03 de março em Barcelona, a pretexto de participarem de um congresso de telefonia móvel.
Três parlamentares não terão suas despesas pagas pelos cofres públicos: Eduardo Cury; Vitor Lippi e Odorico Monteiro.
Outros três, contudo, foram bancados pelo bolso do contribuinte: os petista Margarida Salomão e Jorge Viana e o peemedebista Edinho Bez.
Maia está revoltado com Cavendish
Brasil 26.02.17 08:02
Rodrigo Maia se irritou com a possibilidade de Fernando Cavendish, da Delta, citá-lo em sua delação.
Segundo o Estadão, Maia, vulgo Botafogo, teria dito a interlocutores que “isso é inacreditável.”
É mesmo.
PMDB garante impunidade de Cabral e Cunha
Brasil 26.02.17 07:50
Romero Jucá, presidente nacional do PMDB, afirma que, por enquanto, o conselho de ética do partido não mexerá um dedo para punir Sérgio Cabral e Eduardo Cunha.
“Não é hora”, afirmou ao Estadão. E quando será?
Conte tudo, TCU
Brasil 25.02.17 19:01
Na semana passada, O Antagonista mostrou que, só no ano passado, o TCU gastou quase R$ 254 mil com viagens nacionais dos ministros.
Agora, com base na Lei de Acesso à Informação, pedimos ao tribunal informações detalhadas sobre os gastos com viagens internacionais – dados que, estranhamente, o TCU não torna público em seu site.
O tribunal prometeu uma resposta em cerca de 20 dias.
5 milhões de crianças têm pais sujeitos a deportação por Trump
Mundo 25.02.17 18:24
Cerca de 5 milhões de menores de 18 anos têm, pelo menos, o pai ou a mãe em situação irregular nos EUA e, portanto, sujeito a deportação.
Desse total, 4,1 milhões nasceram no país e são, portanto cidadãos americanos, o que aumenta o problema, já que a deportação pode afastá-los dos pais, segundo o Estadão.

REFLEXÃO ESPÍRITA CRISTÃ

-Tarefas Mútuas- 

Porque se rogue na Terra auxílio aos Amigos Espirituais, não admitas estejam eles sem necessidade do teu concurso.
Os corações se entrelaçam e as vidas se tocam, à feição das estradas e das fontes que se identificam nos mesmos objetivos.
Aqui, alguém esmorece na provação, abeirando-se do suicídio... Nesse mesmo lugar, sentinelas invisíveis de abnegação te aguardam a presença e o apoio, para que inicies a obra socorrista com a frase humanitária e encorajadora que essas mesmas sentinelas saberão suplementar.
Ali, esse ou aquele obreiro da beneficência está prestes a cair em desânimo... Benfeitores do Mais Além te esperam junto de semelhante trabalhador, de modo a que promovas ligeiro gesto de auxílio, capaz de transferi-lo das cinzas da tristeza para as fontes da esperança.
Mães agoniadas estão desfalecentes entre o desalento e a penúria... Emissários do Bem contam contigo para alguma demonstração de fraternidade, junto delas, incumbindo-se de te manipular a colaboração em recursos providenciais para socorrê-las.
Crianças infelizes se aproximam da delinquência... Mensageiros da Vida Superior, em derredor, te pedem amparo que transformarão em reconforto a assistência, em benefício dos pequeninos.
Amigos da Caridade, renteando com irmãos enfermos e necessitados em lares e hospitais, recintos de tratamento e instituições outras, te solicitam o socorro possível que se encarregam de converter em colaboração eficiente, no apoio a eles, qualquer que seja a migalha de proteção que lhes possas oferecer.
Amor é solidariedade.
Progresso é intercâmbio.
Auxilia e auxiliar-se-te-á.
Ilumina a estrada de alguém e estarás iluminando a ti mesmo.
Abençoa o próximo e teus caminhos se farão abençoados.
Ajuda-te sempre, especialmente ajudando aos outros, e o Céu te ajudará.

Do livro <Busca e Acharás>, obra mediúnica psicografada pelo médium Francisco Cândido Xavier.
Da página http://www.oconsolador.com.br de 06-11-2016.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

SEGUNDA EDIÇÃO DE 25-02-2017 DO "DA MÍDIA SEM MORDAÇA"

NO O ANTAGONISTA
Mais uma de Fabinho do Apê
Brasil 25.02.17 16:32
Fabinho do Apê se autonomeou “Líder dos Estados que não têm ministro.” Segundo Lauro Jardim, no Globo, mandou até imprimir cartões de visita com o novo “título” e os distribuiu pelos gabinetes da Câmara.
(Divulgação/Fábio Ramalho/Reproduzido de O Globo)
Uma pergunta a Fabinho do Apê
Brasil 25.02.17 16:33
Esses cartões de “Líder dos Estados que não têm ministro” foram pagos com dinheiro público? Pode nos esclarecer, por favor?
Você viu primeiro aqui
Brasil 25.02.17 15:40
Nesta semana, um depoimento ao TSE complicou a vida de ex-tesoureiros do PT. Veja quatro notícias exclusivas que publicamos nos últimos dias:
Dinheiro para Vaccari e Paulo Ferreira
Em depoimento a Herman Benjamin, do TSE, um laranja declarou que levava dinheiro para os petistas a pedido do “garçom do Lula”. Clique AQUI para ler.
Dinheiro de amigos de petistas para petistas
No mesmo depoimento ao TSE, o laranja de Carlos Cortegoso confirmou que pegava dinheiro de alguém ligado ao petista Paulo Ferreira. Clique AQUI para ler.
Saiu dinheiro da Schahin para o PT
Ao TSE, Jonathan Gomes Bastos afirmou que foi buscar dinheiro para o PT na sede da Schahin. Clique AQUI para ler.
“Camisetas” verdinhas para o PT
No depoimento ao TSE, Bastos afirma que levava mochilas de dinheiro vivo para os petistas de Brasília. Para disfarçar, o conteúdo era chamado de “camisetas”. CliqueAQUIpara ler.
"Lula e Collor sujos pela mesma lama"
Brasil 25.02.17 15:20
Ricardo Noblat, no Globo, pergunta-se quem imaginaria, em 1989, Lula e Collor juntos no mesmo esquema de corrupção. Eis o que escreveu:
“Quem imaginaria ver Lula e Collor de mãos dadas e, depois, eventualmente sujeitos às consequências do maior escândalo da história do Brasil?
O doleiro Yousseff já meteu Collor na lama. Disse que ele recebeu grana.
Não se sabe se Lula escapará da lama mais uma vez.”
Mas nós sabemos, Noblat. Nós sabemos.
Operação da PF combate corrupção na própria PF
Brasil 25.02.17 14:47
A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Corrumpere, com o objetivo de apurar um esquema de corrupção envolvendo um delegado da própria corporação.
O delegado é suspeito de exigir propina de um empresário de Londrina para não indiciá-lo.
Quarenta policiais estão agora cumprindo 6 mandados judiciais na cidade paranaense, sendo dois de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão.
"Lula, o pulha"
Brasil 25.02.17 10:59
Segundo a Época, o advogado que defende Delcídio Amaral num processo movido por Lula recorreu ao poema “A eterna injustiça deste mundo”, de Eduardo Alves da Costa, para dizer o que pensa do petista:
“Quanto pulha tenho encontrado
a gemer pela boca da miséria!
Com gemidos fortes,
gritados entre um uísque e outro,
numa espécie de pilhéria
cujo sentido me aturde escapa.
Ah, esses amantes do proletariado,
ocultos sob o manto da opulência,
a sofrer uma nova forma de demência
que os leva a passar fome
com o ventre alheio...”