DICIONÁRIO AULETE

iDcionário Aulete

sexta-feira, 19 de maio de 2017

QUARTA EDIÇÃO DE 19-5-2017 DO 'DA MÍDIA SEM MORDAÇA'

NO O ANTAGONISTA
GILMAR E AÉCIO JUNTOS PELO ABUSO DE AUTORIDADE
Brasil 19.05.17 14:15
A PF interceptou telefonema entre Gilmar Mendes e Aécio Neves.
A Folha de S. Paulo informa que, segundo o relatório policial sobre essa conversa, ocorrida em 26 de abril, Aécio Neves pediu a Gilmar Mendes para que convencesse o senador Flexa Ribeiro a votar a favor do projeto de abuso de autoridade.
A FÓRMULA 1 DE SERRA
Brasil 19.05.17 13:59
No Termo 11, Joesley Batista fala sobre os 20 milhões de reais pagos a José Serra em 2010.
Do total, 6 milhões reais foram pagos clandestinamente.
Para realizar o pagamento, a JBS comprou da empresa de um operador de José Serra, Luiz Fernando Furquim, o patrocínio de um camarote de Fórmula 1.
Aécio cita Alexandre de Moraes para falar da sua tentativa de barrar a Lava Jato
Brasil 19.05.17 13:57
Leiam esse trecho do inquérito aberto para apurar as peripécias de Aécio Neves:
"Mas especificamente sobre a Lava Jato, o senador teria tentado organizar uma forma de impedir que as investigações avançassem, por meio da escolha dos delegados que conduziriam os inquéritos, direcionando as distribuições, mas isso não teria sido finalizado entre ele, o Michel Temer e o ex-ministro da Justiça e atual Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.A partir de 29m40s, Aécio comenta: "(...) O que vai acontecer agora, vai vir um inquérito sobre um monte de gente, caralho, eles são aqui tão bunda mole, que eles não notaram o cara que vai distribuir os inquéritos para os delegados, você tem lá, tem dois mil delegados na Polícia Federal, aí tem que escolher dez caras. O do Moreira, o que interessa a ele, sei lá, vai pro João, o do Aécio vai pro Zé. O outro filho da puta vai pro, foda-se, o Marculino, nem isso conseguiram terminar, eu, o Alexandre e o Michel."
A CONTA DO PT NO EXTERIOR
Brasil 19.05.17 13:46
No Termo 9, Joesley Batista diz que emprestou uma conta nos Estados Unidos a João Vaccari Neto.
O tesoureiro do PT usou essa conta para receber dinheiro no exterior e repassar recursos para outras contas.
O operador de João Vaccari Neto era Guilherme Gushiken, o filho de Luiz Gushiken, um novo nome na rede de propinas do lulopetismo.
Joesley Batista entregou todos os movimentos dessa conta à PGR.
JOESLEY PAGOU 30 MILHÕES PARA ELEGER CUNHA PRESIDENTE DA CÂMARA
Brasil 19.05.17 13:19
Em sua delação, Joesley Batista revela que pagou R$ 30 milhões a pedido de Eduardo Cunha para ajudar a elegê-lo presidente da Câmara dos Deputados.
"Pagamos 30, foi pago 10 a 11 milhões com nota fria de fornecedores diversos. Dinheiro em espécie entregue direto a ele foi 12 milhões. O restou entrou como doação oficial ao PMDB.
"Pelo que entendi, ele saiu comprando deputado."
EXCLUSIVO: A ÍNTEGRA DO INQUÉRITO DE TEMER, AÉCIO E ROCHA LOURES
Brasil 19.05.17 13:04
Confira AQUI a íntegra do inquérito aberto por Edson Fachin para investigar Michel Temer por diversas práticas ilícitas, entre elas a compra do silêncio de Eduardo Cunha.
GUIDO TAMBÉM PEDIU REPASSES DA JBS AO PMDB
Brasil 19.05.17 12:56
Ainda no Anexo 1, Joesley Batista conta que passou a ter reuniões regulares com Guido Mantega. Numa dessas, em 4 de julho de 2014, Guido lhe apresentou uma lista com valores para políticos do PMDB.
O contato com os partidos e políticos para organizar a distribuição de dinheiro coube a Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da J&F.
EXCLUSIVO: A CONTA DE LULA E DILMA COM US$ 150 MILHÕES DO BNDES, PETROS E FUNCEF
Brasil 19.05.17 12:48
Joesley Batista explica, em trecho do anexo 1, que os saldos das contas vinculadas a Lula e Dilma "eram formados pelos ajustes sucessivos de propina do esquema BNDES e do esquema-gêmeo, que funcionava no âmbito dos fundos Petros e Funcef".
Esses saldos somavam, em 2014, cerca de US$ 150 milhões.
Anexo 1: propina para Dilma Rousseff e Lula
Brasil 19.05.17 12:36
O PT já comentou o anexo 1 da JBS? Já mandou seus militantes para as ruas?
O anexo 1 da JBS é arrasador: propina para Dilma Rousseff e propina para Lula.
EXCLUSIVO: ANEXO 1 DETALHA ESQUEMA DA JBS NO BNDES COM PROPINA PARA LULA E DILMA
Brasil 19.05.17 12:31
A JBS virou um gigante nacional com dinheiro do BNDES, cujas portas foram abertas por Guido Mantega. No mais contundente depoimento à PGR (o Anexo 1), Joesley Batista revela todos os detalhes do esquema que beneficiou diretamente Lula e Dilma.
Joesley contou que, no início, pagava apenas R$ 50 mil a Victor Sandri, íntimo de Mantega, para obter vantagens no BNDES. Foi assim que o empresário conseguiu ser recebido pelo então ministro do Planejamento e aprovar o primeiro plano de expansão da JBS, em 2005.
O financiamento era módico: apenas US$ 80 milhões. "Vic solicitou para si e para Guido Mantega, o pagamento de 4% do valor do financiamento. A operação foi aprovada com grande rapidez."
No anos seguintes, já na Fazenda, Mantega autorizou mais duas operações: Em 2007, a aquisição pelo BNDES de 12,94% do capital social da JBS por US$ 580 milhões; e, em 2008, outra aquisição de 12,99% por US$ 500 milhões.
Apesar do sucesso da intermediação de Vic, Joesley preferiu tratar diretamente com Guido Mantega a partir de 2009.
Em contrapartida a uma nova operação de compra pelo BNDES de debêntures do JBS no valor de US$ 2 bilhões, Joesley escriturou propina de US$ 50 milhões e depositou o dinheiro numa conta em nome de uma offshore.
Em 2010, Guido Mantega pediu ao empresário que abrisse uma nova conta, desta vez para Dilma. Foi então que Joesley "perguntou se a conta existente não seria suficiente para os depósitos dos valores a serem provisionados, ao que Guido respondeu que esta era de Lula".
Joesley "indagou se Lula e Dilma sabiam do esquema, e Guido confirmou que sim".
EXCLUSIVO: JOESLEY COMPROU DEPUTADOS A PEDIDO DO PT PARA EVITAR IMPEACHMENT DE DILMA
Brasil 19.05.17 11:47
No anexo 13, obtido com exclusividade por O Antagonista, Joesley Batista conta que foi procurado pelo deputado João Bacelar - a mando de Guido Mantega - para tentar evitar o impeachment de Dilma Rousseff.
Bacelar apareceu na casa de Joesley, às 22h30, do sábado anterior ao da votação do impeachment, com a missão de convencer o empresário a "comprar alguns deputados para votar em favor da presidente Dilma".
"Que Bacelar apresentou então uma lista de não menos do que 30 deputados dispostos a votar em favor de Dilma, em troca do pagamento de propina solicitada de até 5 milhões de reais para cada qual."
Joesley acabou concordando em comprar 5 deputados federais ao custo de R$ 3 milhões cada. Dos R$ 15 milhões, o dono da JBS diz que já pagou R$ 3,5 milhões, sendo que os últimos R$ 500 mil foram pagos na sua casa, em março de 2017.
Exclusivo: JBS pagava a Pimentel mensalinho de 300 mil
Brasil 19.05.17 10:53
Na bombástica delação de Ricardo Saud, obtida com exclusividade por O Antagonista, o executivo revela que pagava 300 mil reais a Fernando Pimentel, mensalmente, por meio do escritório Andrade, Antunes e Henrique Advogados.
O escritório pertence a Gabriel Guimarães, enteado de Virgílio Guimarães - ele mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário